domingo, 29 de julho de 2007

Lee Marvin


A sua voz grave, e o aspecto duro, proporcionaram-lhe inúmeros papéis de vilão ao longo da sua carreira.
Nascido em 1924, Lee Marvin foi expulso de várias escolas por mau comportamento, saindo da última para a Marinha americana. Ferido na II Guerra Mundial, Marvin foi condecorado pela bravura demonstrada, enquanto muitos dos seus camaradas morreram nessa batalha.
Apesar de herói, conseguiu apenas um emprego como canalizador, e um dia, ao consertar um cano de um teatro, o “manager” que havia falado com ele, ao reparar na sua voz, convidou-o para substituir um actor que fazia um secundaríssimo papel.
E assim começou uma carreira que o levaria a Oscar da Academia.
“Cat Ballou”, “Ship of Fools”, “The Dirty Dozen”, “Paint your Wagon”, “The Klansman” e “Gorky Park” são apenas alguns dos seus grandes êxitos.
Morreu em 1987.

4 comentários:

teresamaremar disse...

A uns a voz arruina carreiras ou fecha portas, para outros é uma mais valia,
vozes que os levam ao estrelato, vozes que a nós elevam.

Há vozes assim, que parecendo vindas do Além nos transportam além.

Abri já 3 vezes este youtube :) fantástica simbiose de voz(es), melodia e imagens!!!

Rui Luís Lima disse...

olá josé quintela soares!
Lee Marvin não é só o líder desses doze indomáveis patifes que vimos no início da adoles~^encia no cinema Alvalade, ele foi um actor extraordinário... e para sempre ficou na nossa memória a sua interpretação no filme do Fritz Lang, esse gangster que atira o café a ferver ao belo rosto da Gloria Grahame, uma das nossas favoritas e tão esquecida ela anda.
um abraço cinéfilo.
paula e rui lima

pedrita disse...

não lembro desse ator. beijos, pedrita

elisabetescunha disse...

ele realmente passava uma masculinidade espetacular!
feliz final de semana!

elisabete cunha

Locations of visitors to this page