quarta-feira, 25 de julho de 2007

Morgan Freeman


O pai era barbeiro e a mãe empregada de limpeza.
Nascido em 1937, aos 8 anos integra uma peça de teatro na escola, aos 12 ganha um prémio de interpretação. Quando completou 18 anos ganhou uma bolsa de estudo , mas preferiu servir a Força Aérea dos Estados Unidos, como mecânico.
Mas o “bichinho” estava lá…e ei-lo em 1964, em Nova York, como bailarino, e poucos anos depois estreia-se no cinema, já a residir em Los Angeles.
E, como é sabido, nunca mais parou.
Os sucessos são tantos…vou apenas lembrar “Driving Miss Daisy”, “The Shawshank Redemption”, “Glory”, “Seven”, “Robin Hood, Prince of Thieves”, e muitos mais.
Morgan Freeman é um dos mais conceituados actores norte-americanos, e as suas interpretações são e serão inesquecíveis.

7 comentários:

Teresa disse...

Este é mesmo um dos meus grandes favoritos. Considero-o um dos amiores actores de todos os tempos.
E que voz maravilhosa!

Um beijo.

Rui Luís Lima disse...

olá josé quintela soares!
este é um daqueles actores que nunca deixou ficar mal uma personagem, mesmo quando teve a seu lado o Jim Carry.
mas adiante porque são inúmeros os filmes que admiramos, os quais já foram citados no post, por isso mesmo aqui fica uma chamada de atenção para um filme espantoso chamado "The River" / "O Rio" o primeiro filme de Mel Gibson nos Estados Unidos realizado pelo Mark Rydell e onde o Morgan surge a fazer ~simples figuração na concentação de grevistas (na época um desconhecido) e por acaso ao seu lado está outro desconhecido na época Danny Glover. Quando encontramos Morgan Freeman no écran de cinema deparamos com a maravilhosa sabedoria de um actor.
um abraço cinéfilo
paula e rui lima

teresamaremar disse...

Driving Miss Daisy...

a cumplicidade entre ele e Jessica Tandy cria momentos de muita beleza e de uma amizade que se instala e dura.
Um filme a ritmo demorado em que se saboreia o escoar do tempo e se fica com pena quando termina.

elisabete disse...

Ele é fantástico José!!!

saudades!

Dina disse...

Um fantástico actor.

Neves de ontem disse...

Também gosto deste actor. Até nos filmes típicos de televisão, quando vejo que está ele, sento-me disposta a admirá-lo. Cumprimentos.

Andréa Weber disse...

sem igual...
vale assistir todos os seus filmes!

Locations of visitors to this page