quinta-feira, 19 de julho de 2007

Irene Papas



Juntamente com Melina Mercouri, são as duas grandes figuras do cinema que a Grécia viu nascer.
Descoberta por Elia Kazan, admirada por Fellini, amiga íntima de Katharine Hepburn, Irene Papas participou em mais de 70 filmes numa carreira com mais de 50 anos.
“Zorba”, “Os Canhões de Navarone”, “Z”, “Elektra” são apenas alguns dos mais conhecidos.
Personalidade forte, ficaram célebres algumas das suas frases, tais como:“Nunca ganhei um Oscar…e os Oscares nunca ganharam Irene Papas”, ou “Melina Mercouri era uma estrela, eu sou uma idealista lutadora”.



4 comentários:

teresamaremar disse...

Zorba, Os Canhões de Navarone... e, recentemente, com Manoel de Oliveira, "Um Filme Falado"

A história grega sempre presente na alma, nela se inspirou para a escrita de textos de teatro.

pedrita disse...

assisti os canhões de navarone, mas não lembro dela. quanto ao intercâmbio entre o cinema dos nossos países, é realmente incompreensível. mas aqui no Brasil temos problema de distribuição interna, que dirá externa. a maioria faz os filmes pra concorrer em festivais, alguns nunca chegam a ser efetivamente lançados, ou se são ficam quase secretos. poucos são como não por acaso que estão em mais cinemas. poderia ser criado um intercâmbio maior de filmes entre países de mesmo idioma, ganharíamos muito com isso. adoraria conhecer mais o cinema português e de angola por exemplo. quem sabe um dia. beijos, pedrita

paula e rui lima disse...

olá josé quintela soares!
a primeira vez que encontrámos a Irene Papas no grande écran, foi no cinema quarteto, numa daquelas tardes em que se faltava às aulas para se ir ao cinema, o filme chamava-se "Electra" e o que nos levava lá era também a música do Mikis Theodorakis então muito em voga, em certas áreas. "Z" do Costa-Gravas foi outro filme que vimos dela. Depois há sempre a sua presença nos filmes do Manoel de Oliveira:)
PS- "Os Canhões de Navarrone" nunca vimos no cinema, com grande pena nossa.
um abraço cinéfilo
paula e rui lima

isabel victor disse...

"Eros sun of Afrodite ... "

Lindo !

Uma força contagiante no reino da imagem e no império das palavras.

Lindo !

(este dizer declamado, marca da época este tom épico)

Locations of visitors to this page