terça-feira, 16 de outubro de 2007

Assim nasceu o "Oscar"

No final dos anos 20 do século passado, a construção de uma casa para o todo poderoso Louis B.Mayer desencadearia a criação do “Oscar” da Academia.
É verdade.
O pessoal necessário exigiu salários fabulosos, e o patrão da MGM, muito preocupado na época com o aparecimento do sonoro , entendeu que tal exigência era mais um ataque, ainda que camuflado, à indústria cinematográfica.
Reuniu alguns dos seus colaboradores, e passou-lhes a mensagem que seria conveniente criar uma associação que congregasse todos os elementos da Indústria cinematográfica, para melhor a defender.
Umas semanas depois, juntaram-se num jantar produtores, realizadores, actores, argumentistas e técnicos, que formaram a “International Academy of Motion Pictures Arts and Sciences”.
Mayer não fez a “coisa” por menos e declarou-se Presidente…e logo ali nasceu a ideia de premiar quem mais se dedicasse à causa do Cinema.
Assim nasceu o “Oscar”, entregue pela primeira vez em 1927/28.
Sabem que aquando da II Guerra Mundial, por falta de metais, a estatueta foi feita em gesso? E que mesmo a “normal” não vale mais que 500 euros?

4 comentários:

Pedrita disse...

eu acho o oscar um importante prêmio americano. mas infelizmente o marketing que eles fazem acabam achando que o oscar mapeia o cinema mundial, o que não é verdade. beijos, pedrita

Joana disse...

o Óscar é o mito inagualável de todos os prémios cinematográficos. mas li num livro que tinha sido uma simples empregada que deu o nome "Óscar" ao prémio... até hj não se sabe s é vrdd... secalhar é apenas senso comum...

José Quintela Soares disse...

Colocam-se três hipóteses sobre quem terá dado o nome ao prémio, mas nenhuma é "segura".
Margaret Herrick, bibliotecária da Academia, que terá achado que a estatueta se parecia com um seu tio Oscar ; Bette Davis, por se parecer com o seu primeiro marido, Oscar; Sidney Skolsky, jornalista de Los Angeles, dizia igualmente que havia sido ele o "padrinho"...

Ao certo, nada se sabe.

Obrigado pelo seu comentário.

Rui Luís Lima disse...

olá josé quintela soares!
goste-se ou não, a noite dos Oscars é sempre um acontecimento, nós aqui por casa, já criámos a tradição de passar a noite em claro a ver a cerimónia pela televisão, desde que ela começou a ser transmitida em directo, e no dia seguinte estamos de férias... um dia muito bem empregue!
um abraço cinéfilo e bom fim-de-semana
paula e rui lima

Locations of visitors to this page