sábado, 29 de setembro de 2007

Gary Cooper

Para o público de hoje, o seu nome pouco dirá.
Mas Gary Cooper (1901-1961) foi uma das grandes estrelas de Hollywood, com uma carreira que durou cerca de 40 anos, vencedor por duas vezes do Oscar de melhor actor e cinco nomeações, 100 filmes rodados.
Todos o conheciam por “Coop”, e o seu primeiro grande sucesso é “The Virginian” em 1929. Outros filmes memoráveis são o seu “A Farewell to Arms” em 1932, e “Mr.Deeds Goes to Town” em 36.
Poucos sabem que Gary Cooper foi o actor escolhido para interpretar Rhett Butler em “E Tudo o Vento Levou”. Depois de estudar o guião, Cooper rejeitou o convite, dizendo: “Vai ser o maior desastre comercial a que Hollywood já assistiu”.
Enganou-se.
E esperaria até 1952, ano de “High Noon”, para ver consagrada a sua carreira. Neste filme, incrivelmente traduzido para português como “O Comboio Apitou Três Vezes”, Gary Cooper tem o papel da sua vida.

Um grande actor.


6 comentários:

teresamaremar disse...

Gary Cooper como Rhett Butler... não pertencia eu aos poucos que já sabiam.

Exercício difícil, depois de associarmos um filme a um actor, procurar imaginar esse ícone substituído pela imagem de um outro...
Em E tudo o Vento Levou, porque tão entranhado em nós, mais difícil se torna.
Que Rhett Butler teria ele sido?

jose quintela soares disse...

Olá teresamaremar

Boa questão.
É evidente que o filme já foi visto muitas vezes por todos nós, e Clark gable é o ideal para aquele papel.
Comparando com Cooper, Gable tem aquele aspecto de "machão" (!) que Cooper não tinha.
Butler é um homem boémio, frequentador de bares e bordéis, o bigode, o sorriso matreiro assentam como luva no personagem. Cooper não tinha essas características, era o "bonzinho".

Quanto muito, daria um bom "Ashley".

Obrigado pelo comentário.

teresamaremar disse...

Subscrevo a descrição de Butler, e curioso um detalhe na resposta ao meu comentário... quando olhei a foto, e pensei em que Butler ele seria, disse-me... não, talvez o Ashley.
Porventura a fisionomia, o tom de pele e cor de cabelo logo nos remetam para Ashley.

Pedrita disse...

eu volte e meia vejo os filmes com o gary cooper no telecine cult. sempre maravilhoso. beijos, pedrita

Rui Luís Lima disse...

olá josé quintela soares!
aqui está um actor que fui descobrindo ao longo dos anos. desde esse maravilhoso "Marrocos" passando pelo célebre "O Comboio Apitou Três Vezes", um dos filmes da minha infância (vi-o no Politeama), até chegar a um dos filmes da minha vida realizado pelo King Vidor, intitulado "Vontade Indómita" que um dia inesquecível descobri no cinema Ávila, na época em que faziam reposições em cópias novas/restauradas, depois sempre que passa na Cinemateca, lá estamos para o rever, a sua interpretação é tão poderosa que se torna inesquecível.
abraço cinéfilo

Anónimo disse...

Bons Tempos não?

grande ator!

elisabete cunha

Locations of visitors to this page