quinta-feira, 3 de maio de 2007

"O Homem da Câmara de Filmar"


Quase ignorada por muitos, a Cinemateca Nacional prossegue, indiferente ao alheamento do público, com sessões diárias de filmes antigos, programando ciclos específicos.
Há pouco tempo, tive oportunidade de ver “O Homem da Câmara de Filmar”, de Vertov, que o realizou em 1929.
É um documentário excepcional, que retrata um dia na vida de uma cidade soviética, com movimentos de câmara absolutamente geniais e inéditos à época.
Setenta minutos que “voaram”!
Talvez a Cinemateca venha a repetir a exibição. Não percam!

6 comentários:

Anónimo disse...

Quantas sessões perdidas,não?

UM beijo!
elisabete cunha

Rui Luís Lima disse...

olá josé quintela soares!
aqui está um filme que "toda a gente conhece de nome", mas poucos o viram, infelizmente ainda não o vimos no grande écran, só em dvd porque ele mora aqui em casa,(comprado em Paris por 5,00 euros) numa excelente cópia.
um abraço cinéfilo (domingo iniciamos as nossas "sessões de cinema")
paula e rui lima

Rodrigo Santiago disse...

Tive oportunidade de assistir a este filme uma vez, mas era uma cópia em VHS de péssima qualidade. Desisti por achar que este filme merece ser assistido em boa qualidade.

pedrita disse...

temos uma cinemateca aqui também, mas não tenho hábito de ir lá, é meio fora de mão. nunca ouvi falar nesse filme. quanto a x-men, é um bom filme de entretenimento. para quem gosta de ficção científica é bem feito. beijos, pedrita

dYn@ disse...

Tive oportunidade de ver este filme numa cadeira da faculdade sobre cinema, que abordava os primórdios do documentário (o termo alterou-se com o tempo) e devo dizer que fiquei impressionada com o filme, visto as possibilidades de se fazer um filme na altura serem tão limitadas.
É uma pena as pessoas conhecerem tão pouco sobre este início do cinema, porque muitas cenas dramáticas e de suspense tal como as conhecemos hoje nasceram nessa altura.

Bruna Pereira disse...

Este filme deita por terra 80% da filmografia actual. Os anos 20 do cinema são imperdíveis para abrir horizontes... Definitivamente.

:)

Locations of visitors to this page