quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

A "praga"


Entramos numa sala de cinema, pequena ou grande, pouco importa, e ficamos logo enjoados pelo nauseabundo cheiro.
No chão, a caminho do nosso bem pago lugar, não raro encontramos vestígios mortais.
A praga!
Pipocas!
Com ou sem sal, com ou sem açúcar, em pacotes pequenos, médios ou grandes, consoante o maior ou menor devorador apetite de quem pensa que vai a um restaurante e não a um cinema…
E como aquilo “embatuca”, faz-se acompanhar de uma pequena, média ou grande quantidade de cola, para ajudar à digestão.
O ruído da mastigação passa quase despercebido se o filme for uma comédia, e é tremendo se o “suspense” imperar. Imperar…é um modo de dizer, pois os ruminantes espectadores, que depois limpam as mãos gordurosas às próprias cadeiras, não deixam.
Até quando??

3 comentários:

maria josé quintela disse...

Concordo completamente. É uma verdadeira praga!
Um beijo.

One disse...

Desde que me recordo foi sempre possível degustar pipocas na sala de cinema, e a mim isso não me incomoda; mais, faz parte da magia do ritual de ir ao cinema, e é uma sensação que não consigo quando me limito a ver um dvd em casa.

Mas compreendo perfeitamente que isso incomode outras pessoas. Não sei se por ventura existe uma maneira "educada e silenciosa" de comer pipocas, mas julgo que se o barulho das pipocas se torna tão irritante que desvia a vossa atenção do filme, então talvez o problema esteja mais relacionado com as pessoas que estão a comer as pipocas e com a sua falta de educação: nessas sessões de cinema em que isso acontece provavelmente também se nota sempre um certo ruído de fundo, de segredinhos sussurrados e gargalhadas abafadas, não?

MCA disse...

Eu ainda sou do tempo em que o "ritual" de ir ao cinema tinha a ver com outras coisas... mas eu sou do tempo do Tivoli, do Eden, do Condes e do Monumental.
Não dá para explicar isto a quem cresceu com as salas dos centros comerciais tal como estes não me conseguem explicar onde está o ritual de comer pipocas...

Locations of visitors to this page