segunda-feira, 3 de maio de 2010

Anos 50



A “Colecção CINEMA”, da “Agência Portuguesa de Revistas”, “novelizava” filmes apresentados em Portugal, numa época em que a televisão ainda era quase utopia.
Semanalmente, à 5ª feira, por 15 tostões, num formato de bolso, a revista aparecia nas tabacarias e vendia-se muito.
Dirigida por Luís Miranda, era Fernando Esteves quem escrevia o “enredo”, a partir do visionamento do filme, e mostrava igualmente fotografias das cenas mais relevantes.
Neste número que aqui vos deixo, publicado em Janeiro de 1957, coube a vez a “Fogo de Artifício”, com Romy Schneider, Lili Palmer e Karl Schonbock, um dos primeiros grandes sucessos da “Sissi” de então.
E anunciavam-se, para os números seguintes, “Terça-Feira Negra” com Edward G. Robinson, e “A Filha do Embaixador”, com Olivia de Havilland.
O slogan promocional da revista era simples :
“A coleccção CINEMA é…para coleccionar!”

2 comentários:

Pedrita disse...

q coleção bacana. adorei a foto da capa. beijos, pedrita

Rui Luís Lima disse...

Caro José Quintela Soares
Ainda se encontra estas revistas em alguns alfarrabistas, memória de um tempo em que o cinema atraía o grande público que enchia as salas vivendo as aventuras dos protgonistas.
Abraço cinéfilo
Paula e Rui Lima

Locations of visitors to this page