segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

As Musas de Bergman (5)

Ulla Jacobsson (1929-1982).
Trabalhou fugazmente com Bergman, mas bastaria “Sorrisos de uma Noite de Verão” para a catapultar para a fama.
Começou no teatro na sua cidade natal, Gotemburgo, e só aparece nos ecrans no princípio dos anos 60, em papéis que em muito tentavam explorar as cenas de nu, o que, invariavelmente, tem consequências quase sempre nefastas na carreira de quem pretende ser uma actriz, na verdadeira acepção do termo. Talvez por isso, perdeu-se depois em filmes de segunda série.
Morreu com 53 anos.

2 comentários:

Pedrita disse...

realmente o nu no passado devastava a vida de atrizes. aqui no brasil o filme só vendia se tinha nu. era uma época que a censura proibia tudo. então filmes eróticos eram os únicos que passavam. alguns atrizes foram julgadas por isso e não conseguiram fazer outros trabalhos depois. mas outras não. eu adoro esses seus posts sobre as musas de bergman. eu me lembro desse rosto. beijos, pedrita

Rui Luis Lima disse...

Caro José Quintela Soares!
Das actrizes de Bergman, ela foi essa estrela cadente que depois dos sorrisos, perdeu a sua luminosidade.
Abraço cinéfilo
Paula e Rui Lima

Locations of visitors to this page