terça-feira, 14 de setembro de 2010

"Bande à Part"


É sempre gratificante ver um filme de Godard.
Tenho muitos.
E um dos meus preferidos é “Bande à Part”, de 1964, que agora revi.
Um policial fabuloso e diferente, com três interpretações absolutamente fascinantes.
Anna Karina com os seus olhos deslumbrantes, “musa” do realizador e então sua mulher na vida real, bem ladeada por Sami Frey e Claude Brasseur, preenchem toda a trama e acção, prendendo o espectador ao sofá (neste caso).
E há um narrador, que é o próprio Jean-Luc Godard.
A banda sonora é de Michel Legrand.
O modo como uma rapariga baralhada entre dois amores é manipulada por dois escroques, é aqui retratado de forma brilhante, em cenas inesquecíveis e que inspirariam outros cineastas.
Um belo serão!




2 comentários:

Rui Luís Lima disse...

Caro José Quintela Soares
Jean-Luc Godard é um dos cineastas nosso preferido, já lá vão décadas e este filme, com a bela Anna Karine que mora aqui em casa é um dos nossos preferidos. Se olharmos para a filmografia de Godard encontramos nela uma maravilhosa viagem pelo cinema e os seus géneros, ao mesmo tempo que o autor/cineasta nos oferece a sua visão do andamento do mundo contemporâneo. Na verdade trata-se de um génio.
Abraço cinéfilo
Paula e Rui Lima

Pedrita disse...

eu vi muito pouco godard, acho q até hj só vi dois. estou em débito com esse diretor. beijos, pedrita

Locations of visitors to this page