quarta-feira, 4 de março de 2009

As Musas de Bergman (8)


Com Liv Ullmann (nasceu em 1939) termino esta breve resenha sobre as principais “musas” de Bergman.
E faço-o, provavelmente, com “a” musa.
Contrariamente a todas as outras, Ullmann não é sueca, mas norueguesa, muito embora tenha nascido, por mero acaso, em Tóquio.
Estreou-se no cinema com “Persona”, em 1966, o primeiro de dez filmes em que trabalhou sob a orientação do Mestre, que viria a ser seu marido.
Para muitos, Liv Ullmann é sinónimo de Bergman.

3 comentários:

Pedrita disse...

maravilhosa liv ullman. adoro essa atriz. beijos, pedrita

Armando Maynard disse...

Realmente Quintela, a Liv Ullmann é a que mais caracterizou essa parceria: mulher/atriz/musa/esposa + diretor. E acertadamente, você a deixou para ser a última postagem. Um abraço, Armando.

Ursdens disse...

"A musa" - não podia ser melhor dito... Cenas da vida conjugal e Saraband são para mim os expoentes, acima de tudo pelo carácter autobiográfico!

Cumprimentos cinéfilos!

Locations of visitors to this page